entrega de gas bh

O gás liquefeito de petróleo, ou GLP, ainda é amplamente utilizado em todo o Brasil para cozinhar e aquecer. Neste artigo, aprenderemos mais sobre a distribuição de gás e como é feita no Brasil.

Para atender à ampla gama de consumidores, as empresas fornecem serviços de entrega feitos por reboques, caminhões e até motocicletas. O GLP pode ser distribuído a granel, botijões ou através de um sistema de tubulação de gás. Enquanto os botijões são vendidos para demandas menores, por exemplo, para casas, o gás a granel é comprado por empresas, restaurantes e edifícios residenciais que consomem maiores quantidades de gás.

Tamanho do mercado

A partir de 2014, o gás possui uma ampla rede de distribuição. Combina 21 distribuidores e 48.000 vendedores, negociando 100 milhões de caixas e atendendo 42 milhões de residências. Esse mercado gera 350.000 empregos diretos e indiretos. Essa rede abrange todo o território brasileiro e garante o suprimento de 95% dos domicílios.

Segundo dados fornecidos pelo Sindigás, 7,3 milhões de toneladas de gás foram vendidas no Brasil em 2013. Destas, 2,1 toneladas corresponderam a gás a granel.

Distribuição

A distribuição de botijões ou botijões de gás é feita principalmente por meio de uma frota de caminhões ou caminhões , mas também é possível encontrar motocicletas que entregam nas cidades. Os veículos de entrega de gás são notáveis ​​pela música típica que tocam, que atrai clientes. Quando os consumidores ouvem a música, se querem comprar gasolina, precisam apenas esperar o veículo passar e pedir que parem.

Os veículos circulam por regiões com alta concentração de edifícios e restaurantes que exigem cilindros de 45 kg, enquanto as motocicletas fazem entregas domésticas de botijões de 13 kg. A entrega rápida é um recurso necessário para essas empresas distribuidoras.

O preço do gás é determinado pela Petrobrás, que aumentou em 15% o preço do GLP vendido a granel em 2014. No entanto, para o gás de cozinha, não há preço fixo definido. Isso significa que os preços são determinados pelo distribuidor.

Principais jogadores

Existem apenas alguns grandes distribuidores de gás no Brasil porque a ANP – Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – controla o número de botijões de gás de cada um desses distribuidores.

Ultragaz

A Ultragaz opera a distribuição nacional de GLP a clientes residenciais por meio de lojas próprias , de terceiros e também de sua frota de caminhões. As vendas ocorrem através do serviço porta a porta ou através da entrega programada.

Esta empresa é a maior distribuidora do Brasil, com 23% de participação de mercado. A Ultragaz distribui GLP para aproximadamente 10,5 milhões de domicílios no segmento de latas e mais de 40 mil clientes no segmento de granéis. Na Bahia, a empresa opera sob a marca Brasilgás.

Copagaz

A Copagaz é uma empresa brasileira especializada no setor de gás de cozinha. Originou-se no estado de Mato Grosso do Sul. A Copagaz está sediada em São Paulo e pertence ao Grupo Zahran, também proprietário da Rede de Televisão de Mato Grosso, afiliada da Rede Globo. A Copagaz distribui cerca de 40.000 toneladas de gás de cozinha por mês.

Liquigás

A Liquigás Distribuidora é uma empresa brasileira de propriedade do Grupo Petrobras . Além do gás para uso doméstico, a Liquigás fornece gás a granel para diversos setores industriais, comerciais e agrícolas, bem como para condomínios e hotéis.

A Liquigás construiu uma das maiores redes de marketing e distribuição de GLP do país e está presente em 23 estados do Brasil. A Liquigás possui aproximadamente:

  • 3 250 funcionários
  • 26 unidades industriais de canister service
  • 19 tanques de armazenamento
  • 21 milhões de cilindros de 13 kgs

Segundo a ANP, a Liquigás teve participação de 22,3% no mercado de GLP em 2010.

Gás canalizado

O gás canalizado consumido em residências, empresas e indústrias é um serviço de utilidade pública que possui regras definidas pelas agências reguladoras estaduais.

A cobertura de residências brasileiras com gás encanado ainda é pequena, com uma média de 3% dos domicílios que utilizam esse serviço. Segundo a empresa Gas Natural Fenosa, o Rio de Janeiro é o estado com maior cobertura, com 25% do domicílio atendido por gás canalizado.

A empresa responsável pelo gás canalizado no estado de São Paulo é a Comgás. A empresa estatal abrange 71 municípios e distribuiu mais de 5,5 bilhões de m³ em 2014. A Sulgás é responsável pela distribuição de gás canalizado para o estado do Rio Grande do Sul e fornece 38 municípios, cobrindo 865 quilômetros. Os únicos estados que não recebem gás canalizado são Tocantins, Roraima e Acre.

Voltar Ao Topo